Segunda, 18 de dezembro de 201718/12/2017
73 98809-6565
Nublado
21º
21º
27º
Jequie - BA
Erro ao processar!
Rádio Cidade FM, 104,9
BRASIL
Polícia Federal deflagra operação contra desvios de verbas públicas da educação em Jequié/ BA
A operação decorre de uma investigação iniciada em 2016
Marcos Cansussu Jequié - BA
Postada em 05/12/2017 ás 08h58 - atualizada em 05/12/2017 ás 09h00
Polícia Federal deflagra operação contra desvios de verbas públicas da educação em Jequié/ BA

Operação Policia Federal (Foto WhatsApp)

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União deflagra nesta terça-feira (5/12) a OPERAÇÃO MELINOE, que visa combater crimes de desvio de recursos públicos destinados à área da educação. 58 Policiais Federais e 6 auditores da Controladoria Geral da União cumprem 23 mandados de condução coercitiva, 18 de busca e apreensão e 5 mandados de medidas cautelares nos municípios baianos de Jequié, Jaguaquara e Salvador.
A operação decorre de uma investigação iniciada em 2016, na qual foi constatado que uma empresa contratada pela Prefeitura de Jequié/BA desviava recursos por meio do suposto fornecimento de “terceirizados fantasmas”, contratados por indicação de uma ex-vereadora, e que deveriam atuar na Secretaria de Educação do Município. Dentre estes funcionários, havia dois sobrinhos dessa vereadora que sequer residiam na cidade. Constatou-se também que a referida empresa pagou salário a pelo menos 35 funcionários que nunca atuaram nas escolas para as quais foram, em tese, designados.
De acordo com levantamento realizado, entre 2013 a 2017 a empresa recebeu do município de Jequié/BA o montante de R$63 milhões, sendo que deste total foi possível identificar até agora R$7 milhões correspondente à recursos federais, especificamente de Precatórios do Fundef recebido pelo Município. Estima-se um prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 1,5 milhão.
Entre as medidas cautelares impostas, a Justiça Federal de Jequié/BA determinou o afastamento das funções públicas dos investigados, bem como a proibição da empresa, ou seus sócios, de contratarem ou renovarem qualquer contrato com o Poder Público. Além disso, os envolvidos responderão pelos crimes de peculato, fraude à licitação, associação criminosa e falsidade ideológica.
Com relação ao nome da operação, MELINOE, na mitologia grega, é a deusa dos fantasmas.
Será concedida uma entrevista coletiva na sede da Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista, às 10 horas e 30 minutos.

FONTE: Ascom Polícia Federal
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
537
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium