Quinta, 19 de abril de 201819/4/2018
73 98809-6565
Nublado
19º
25º
26º
Jequie - BA
Erro ao processar!
Super Predio
POLÍTICA
Jaguaquara: Projeto que garante participação cidadã de jovens na Câmara enfrenta resistência de vereadores da base
O projeto aproxima a comunidade escolar do Legislativo
Marcos Cansussu Jequié - BA
Postada em 05/04/2018 ás 16h54
Jaguaquara: Projeto que garante participação cidadã de jovens na Câmara enfrenta resistência de vereadores da base

Câmara Municipal Jaguaquara

Previsto para ser votado na Câmara Municipal de Jaguaquara, o Projeto de Lei da Câmara Mirim e Juvenil de autoria da vereadora, Dra. Sara Helem (DEM), com coautoria do vereador Francisnei que garante a participação cidadã dos jovens na Casa Legislativa enfrenta resistência por parte dos vereadores da base governista.
Em vários municípios a Lei já é uma realidade, oportunizando a prática da cidadania a adolescentes e jovens até dezoito anos incompletos, do Fundamental II ao Ensino Médio . Eles são eleitos pelos colegas nas escolas públicas e privadas para serem vereadores por um ano, com reunião na Câmara mensal onde conhecerão o Legislativo e apresentarão os problemas do seu dia-a-dia, bem como propostas para soluções e melhorias.
Além disso, o projeto aproxima a comunidade escolar do Legislativo permitindo uma inclusão sócio-política. O projeto só não foi rejeitado no plenário por vereadores presentes da situação em Jaguaquara, porque o vereador presidente da Comissão de Educação, Edmilson Barbosa, pediu vistas para elaborar parecer, e na próxima sessão do dia 11/04/2018 será votado. É de suma importância a participação e presença de todos a fim de sensibilizar os edis quanto à necessidade de projetos que estimulem os jovens a participarem da vida política da cidade.
Alguns vereadores alegaram que o projeto deve ser rejeitado porque já existe uma resolução na Câmara sobre a Câmara Mirim. Mas a resolução não foi colocada em prática e é diferente, só diz respeito aos alunos menores. Nenhum aluno teve a chance de ser vereador através dessa resolução. A proposta atual é a criação de uma lei municipal como já existe em vários municípios pelo Brasil afora, onde já instalaram a Câmara Mirim e Juvenil, uma norma mais completa que permitirá aos estudantes do 6o. ano do Fundamental II ao 3o. ano do Ensino Médio ( até 17 anos) eleitos por suas escolas para serem vereadores por um ano participarem das discussões dos problemas da sua rua, seu bairro, sua escola e na busca de soluções. Além disso, o objetivo é aproximar a comunidade escolar do Legislativo, para conhecer as atividades e poder participar também, defende a vereadora, Dra. Sara.


 

FONTE: ASCOM SARA
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
195
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium